Objetivo é regularizar integrantes do SESMT, que têm até dezembro de 2018 para obter o título de especialista em Medicina do Trabalho

A Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT) divulgou o edital da 44ª Prova de Título de Especialista em Medicina do Trabalho. Em caráter especial, este exame é voltado para médicos que atuam no Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT). De acordo com a Portaria nº 2018/2014 do Ministério do Trabalho e Emprego, os integrantes do SESMT têm até dezembro de 2018 para obter o título de especialista em Medicina do Trabalho. Para apoiar estes profissionais em sua regularização, a Anamt, o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Médica Brasileira (AMB) decidiram realizar esta prova específica.

A coordenadora da Câmara Técnica de Medicina do Trabalho do CFM, Rosylane Rocha, destaca a importância da iniciativa para regularizar a titulação dos médicos que atuam nos serviços. “O título de especialista é muito importante para o médico do trabalho. Ressalto que os médicos de SESMTs de instituições públicas, poderão fazer a prova, caso atendam os pré-requisitos do Edital”, aponta a conselheira.

Atualmente, há no Brasil 1,3 mil médicos atuantes no SESMT sem especialização na área. Com o objetivo de facilitar o acesso dos profissionais interessados, a Anamt irá aplicar a prova simultaneamente em quatro cidades: Brasília (DF), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), São Paulo (SP). O exame é composto de prova teórica e prática, a serem realizadas nos dias 26 e 27 de maio. As informações sobre a prova estão disponíveis no edital. A Anamt também disponibilizou em seu site um documento de Perguntas Frequentes da XLIV Prova de Título de Especialista, com informações sobre quais profissionais podem prestar o exame. Acesse aqui o questionário.

As inscrições estão disponíveis até 26 de fevereiro na página da Associação Nacional.

* Com informações da ANAMT

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.