Alcindo Rocha Em Mato Grosso do Sul, 39,31% da população-alvo da campanha de vacinação contra a rubéola já está imunizada. Iniciada no dia 4 de agosto, a campanha nacional deve ir até o dia 12 de setembro. O percentual no Estado representa 305.939 de um total de 779.359 pessoas com idade entre 20 e 39 anos. O percentual também põe Mato Grosso do Sul na sexta colocação em comparação com os demais estados. Até o momento, estão com percentual mais elevado de imunização Santa Catarina (50,53%), Pernambuco (42,53%), Espírito Santo (41,17%), Sergipe (41,04%) e Paraíba (39,84%). A meta do Ministério da Saúde pretende atingir a meta de imunização de 70.149.025 de homens e mulheres na faixa estabelecida. A rubéola é uma doença aguda e contagiosa causada por vírus. A pessoa doente pode apresentar manchas avermelhadas na pele, começando no pescoço, que depois se alastra para o tronco, pernas e braços. Quando a doença acomete crianças, as principais conseqüências para a saúde são cegueira, surdez e retardo mental. Nas mulheres grávidas, a infecção causada pelo vírus da rubéola resulta em má-formação congênita no bebê – mulheres que não tiveram rubéola devem ser vacinadas antes de engravidar. Pólio Já quanto à poliomielite, devido ao percentual de imunização em Mato Grosso do Sul a campanha será prorrogada novamente no Estado. Até o momento já foram vacinadas 63,15% das crianças com até 5 anos, ou seja, das 205.529 na faixa etária estabelecida somente 129.798 foram vacinadas. O novo prazo será até a próxima sexta-feira (22). O percentual coloca o Estado na 21ª colocação do ranking de todo o país. Com agência de notícias do Estado (fonte: jornal Midiamax News – 15.08.08)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.