“Existe uma disfluência natural da infância, porém é fundamental que os pais e pediatras estejam atentos em relação à frequência que isso acontece, caso notem alguma irregularidade encaminhem ao fonoaudiólogo, pois a fluência é uma habilidade que deve ser estimulada”. O alerta foi feito pela especialista em Fonoaudiologia Hospitalar e Disfagia, Patricia Roese durante o “I Simpósio de Interação Fonoaudiologia e Pediatria: Alinhando discursos”, organizado pelo Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul (CRM/MS).

O evento teve início nesta quarta feira, 29 de agosto e continuará nos dias 26 de setembro e 24 de outubro, abordando temas relevantes para a evolução intelectual infantil como: “Desenvolvimento da Fala e Linguagem na Primeira Infância”, “Uso de Tecnologias”, “Gagueira”, “Desenvolvimento na Linguagem Escrita”, “Que população é esta que aumenta significativamente?” “Deficiência Auditiva e Implicações das Alterações de Processamento Auditivo Central”.

O simpósio contou ainda com a palestra da mestre em Fonoaudiologia Clínica, Lílian Ferro, que detalhou os processos de cada fase do desenvolvimento, elencou os riscos do uso abusivo da tecnologia, transcorreu sobre marcos que alertam sobre a possibilidade da criança ter Transtorno Espectro Autista ou Deficiência Auditiva e declarou: “A orientação do pediatra tem um peso fundamental no desenvolvimento da criança, por isso esse debate é tão significativo”. Ressaltando que a comunicação vai muito além da fala e influência nas mais diversas áreas da vidas.

A pediatra e coordenadora do estágio supervisionado materno infantil da Uniderp, Jussara Martins Baptista que estava entre os espectadores da palestra afirmou que o debate foi muito proveitoso e que pretende participar dos próximos encontros, “são temas de extrema relevância para a pediatria, pois auxiliam no diagnóstico precoce proporcionando um desenvolvimento mais saudável as crianças”.

Também estavam presentes no evento os conselheiros do CRM/MS Juberty Antonio de Souza, José Jailson de Araújo Lima, Leonildo Herrero Perandré, e a organizadora do evento e primeira secretaria do Conselho, Luciene Lovatti que frisou: “ Este encontro tem como objetivo alinhar o discurso entre as especialidades, o pediatra está próximo dos pais e das crianças e percebe essas dificuldades cognitivas com maior facilidade e encaminha ao fonoaudiólogo proporcionando um tratamento adequado” .

Luciene solicitou ainda que os participantes fossem multiplicadores e que convidassem colegas à juntar-se ao debate. A próxima palestra está agendada para dia 20 de setembro e as inscrições podem ser feitas gratuitamente no site: https://www.sympla.com.br/i-simposio-de-interacao-fonoaudiologia-e-pediatria–alinhando–discursos__339789 

Veja as fotos do evento

 

Ariadne Carvalho – Abaetê Comunicação

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.