Pesquisa analisou 37 mil homens e foi constatado que os que sofrem de calvície tem 32% de probabilidade de desenvolverem males do coração.

Homens que perdem cabelo no topo da cabeça possuem uma maior probabilidade de sofrer de problemas cardíacos. É o que informa uma pesquisa conduzida por pesquisadores da Universidade de Tóquio, no Japão.

O estudo, que analisou 37 mil homens, indica as chances dos calvos desenvolverem problemas no coração são 32% maiores comparado com aqueles que não sofrem deste mal. O artigo foi divulgado na publicação online britânica BMJ Open.

Mesmo terem concluído que há uma relação entre a escassez de cabelos e doenças coronárias, os pesquisadores disseram que o risco desses males ainda é maior em fumantes e obesos.

“Nós encontramos um elo (entre calvície e problemas do coração), mas ele não é tão forte quanto outros, como fumo, altos níveis de colesterol, pressão alta e obesidade”, disse pesquisador Tomohide Yamada, da Universidade de Tóquio.

A mudança da estrutura capilar é algo comum para muitos homens. Grande parte fica com o cabelo mais ralo aos 50 anos e, aos 70, cerca de 80% sofrem de alguma perda capilar. Porém, o estudo sugere que homens com apenas “entradas” não correriam mais riscos de desenvolver as doenças.

Informações de BBC

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.