Pelo menos 180 pacientes estão na fila para receber tratamento de radioterapia no HC (Hospital do Câncer) de Campo Grande. A fila, segundo o diretor clínico da instituição, Issamir Farias Faffar, é conseqüência da paralisação do atendimento do HU/UFMS (Hospital Universitário de Mato Grosso do Sul) que não está oferecendo o tratamento desde a quinta-feira passada. Sem o HU, o Hospital do Câncer é a única instituição do Estado a ofertar o serviço para pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde). Em fevereiro, o HU não recebeu o credenciamento do Ministério da Saúde, mesmo possuindo equipamento para garantir o tratamento por meio do SUS. Há cerca de duas semanas a agenda do tratamento do HU está parada segundo funcionários do setor. A decisão sobre quem recebe os recursos do SUS é do governo do Estado, que tem gestão plena sobre o serviço. O Ministério da Saúde acata as decisões. De acordo com Farias, a capacidade do Hospital do Câncer é de 80 pacientes ao dia. Com a fila, os pacientes são submetidos a uma triagem para não ficarem sem atendimento. O diretor clínico explicou que a expectativa é que o serviço seja desafogado em breve, com a avaliação de uma clínica particular pela CNEN (Comissão Nacional de Energia Nuclear). Farias aposta que em breve o HU também será novamente credenciado para oferecer o serviço. “Então será resolvido o problema da radioterapia no Estado”. Fonte: Campo Grande News

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.