Alessandro Perin A partir de hoje, as pessoas acima de 60 anos poderão retirar sua Carteira de Saúde nos Postos de Saúde e Centros de Saúde de Campo Grande. O novo documento é gratuito e tem o objetivo de armazenar informações sobre os remédios e dosagens que os idosos consomem, se sofrem de alguma doença ou passaram por cirurgias, entre outros. A Carteira do Idoso foi lançada no sábado pela manhã pelo prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), durante o lançamento da 10 edição da Campanha Nacional de Vacinação do Idoso, com o slogan “Não deixe a gripe derrubar você”, no Centro de Convivência do Idoso Vovó Ziza, antigo Grêmio Enersul, Rua Joaquim Murtinho, Jardim São Lourenço, na região leste da cidade. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Luís Henrique Madetta, ela vai facilitar a vida dos idosos e dos médicos que os atendem, pois a carteira trará todas as informações sobre o paciente e tratamentos odontológicos e com psicólogos. O documento também estará em disponibilidade pelo governo de Mato Grosso do Sul para as cidades do interior do Estado. CAMPANHA Cerca de 4 mil pessoas foram imunizadas contra a gripe em Campo Grande no sábado (26). A Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande espera que neste ano, 4,5 mil, dos 57 mil idosos com acima de 60 anos que residem na capital sul-mato-grossense recebam a vacina contra a gripe. A meta nacional é imunizar 80% da população-alvo da campanha. O secretário municipal de saúde, Luís Henrique Mandetta, disse que apesar de o lançamento oficial da campanha ter acontecido no sábado, a vacinação teve início no dia 22 deste mês e já contabiliza 11 mil idosos iminuzidos. A campanha termina no dia 9 de maio. A dose pode ser tomada nos Postos de Saúde e Centros de Saúde. “A primeira semana de vacinação foi bastante positiva. Nosso desafio é na próxima semana, quando teremos praticamente três dias de feriados”, explicando que o feriado prolongado pode atrapalhar o andamento da vacinação. Para o aposentado João Salgado, 68, que tomou pela quarta vez a vacina contra a gripe, a iniciativa é muito boa, porque desde que vem sendo imunizado com a vacina, poucas vezes contraiu gripe. “Tomar a vacinação é um dever da pessoa de idade. Quando eu não ‘tomava’ a vacina e acabava pegando gripe, ficava de um a dois meses doente, mas agora com a vacina, nem fico ruim”, finalizou. Os idosos que estiveram no Centro de Convivência do Idoso Vovó Ziza ainda participaram de atividades culturias e recretiavas. Também houve o lançamento da Campanha Nacional de Combate à Hipertensão. Dados da Secretaria Municipal de Saúde apontam que 35% da população com idade superior a 40 anos pode sofrer de hipertensão. (fonte: jornal O Estado de Mato Grosso do Sul – 28.04.2008)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.