O Ministério da Saúde abriu consulta pública nesta quarta-feira (2) para discutir proposta de ampliação das faixas etárias permitidas para a doação de sangue no país. Atualmente, apenas pessoas entre 18 e 65 anos podem ser doadoras. O ministério sugere que a permissão seja estendida para pessoas entre 16 e 68 anos. No caso dos jovens abaixo de 16 anos, a proposta prevê que a o jovem só pode fazer a doação com a autorização dos pais. A consulta pública estará aberta por 60 dias. Nesse período, o ministério vai coletar sugestões que podem fazer com que a proposta seja descartada ou, se tiver aceitação, aperfeiçoada. Segundo o ministério, os centros de hemoterapia coletam 3,5 milhões de bolsas de sangue por ano em todo o país. Pelos parâmetros da Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal é que o Brasil coletasse 5,7 milhões de bolsas anuais, diz o ministério. No Brasil, 1,8% da população é classificada como doadora de sangue. Para que os estoques sejam mantidos, a Organização Mundial da Saúde recomenda que de 1% a 3% da população seja doadora. A ampliação da faixa etária de doadores permitira ao país aumentar significativamente a oferta de sangue para abastecer hospitais e centros de saúde. De acordo com o ministério, os Estados Unidos e países da Europa já adotam a doação a partir dos 16 anos até os 68 anos. (Fote: Site G1 – Brasília – 02/06/2010)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.