Brasília – O ressarcimento de planos de saúde ao Sistema Único de Saúde (SUS) quando clientes das operadoras forem atendidos em hospitais públicos agora será feito por meio de sistema eletrônico. A informatização foi anunciada hoje (5) pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e pelo presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Fausto Pereira dos Santos. O ministro também anunciou a mudança na forma de cobrar o ressarcimento dos planos de saúde que, a partir de segunda-feira (8), será feito por um sistema com antecipação do pagamento de dívidas. De acordo com a lei que regulamenta os planos de saúde, quando o SUS atende clientes dos planos, as operadoras são obrigadas a reembolsar os valores gastos pelo sistema público. A definição do valor do repasse é feita por meio de um cruzamento de dados entre informações do SUS e das operadoras de planos de saúde. Com a informatização dos procedimentos, a ANS espera reduzir o tempo que o dinheiro leva para chegar aos cofres públicos e evitar fraudes. A agência espera, ainda, aumentar de R$50 milhões para R$140 milhões o valor dos ressarcimentos repassados anualmente pelos planos de saúde ao SUS. De acordo com o Ministério da Saúde, a criação do Sistema Eletrônico de Ressarcimento ao SUS (Sisrel) é uma das metas do chamado PAC da Saúde. (fonte: Agência Brasil – 05.06.2009)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.