A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) alerta para que as pessoas procurem os postos de vacinação, volante ou em posto de saúde, contra a febre amarela. De acordo com a gerente técnica do Serviço de Imunização, Erci Hirota, a vacina, única forma de evitar a doença, é oferecida ininterruptamente na rede pública de saúde, porém há pouca procura por parte dos adultos. Nos últimos dois meses, 14,1 mi pessoas foram vacinadas nos postos volantes montados em hipermercados e na Feira Central. A cobertura rotineira imunizou 43 mil pessoas em Campo Grande, contudo a expectativa é vacinar 300 mil. A meta é resultante de dados estatísticos feitos desde 1998 e que revelam atraso na vacina, que “vale” por dez anos. Outro motivo para a intensificação da vacina é o fato do Aedes aegypti ser o mesmo vetor da dengue e da febre amarela. “Estamos falando de um mosquito que disseminou a dengue de forma expressiva neste ano e por isso estamos em estado de alerta para que a mesma situação não ocorra com a febre amarela”, afirma Erci. A restrição à vacina atinge portadores de HIV positivo, as gestantes, pessoas que estão fazendo uso de medicamentos com corticoide e com alergia a ovo. A vacina está disponível, gratuitamente, em toda as unidades de saúde. Fonte: Campo Grande News

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.